Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Homo neanderthalis

por FS, em 06.01.16

Se há coisa que me deixa alterado e irritado é ver os meus filhos tristes por alguma coisa que se tenha passado no seu dia, quanto mais a chorar. Ontem foi um desses dias.

Como já disse uma vez, regrido na evolução do Homem e deixo de ser Sapiens sapiens. A minha postura deixa de ser tão erecta, crescem-me mais pêlos no peito e os maxilares projectam-se para frente. Fico com vontade de "acertar o passo" a uns quantos (ainda que sem provocar danos físicos irreversíveis, de forma a evitar processos jurídicos mais complicados! He he he).

Mas no fundo acabo por me "castigar" a mim próprio, porque se calhar não os ensino a protegerem-se das coisas normais do mundo.

 

 

Episódio 1

A R ontem levou cromos para escola, incluindo 5 repetidos. Chegou a casa com menos 5 cromos do que saiu, a Croma!

No meu de "amizades", sobrevalorização de cromos baseada em alegações de cromos raros e chantagens, a minha filha deu 5 cromos. Desses 5, ainda aceito os 2 oferecidos às 2 melhores amigas, que a amizade é um valor, mas o resto tirou-me do sério... Isso e o ar triste e comprometido com que contou a história de uma tal Catarina, que entre promessas vãs, tentativas de chantagem, birras e outras manobras, a convenceu a dar os restantes 3 cromos. A minha vontade era dizer-lhe: "ouve, pendura essa minorca mimada da Catarina pelos pés no poste da bandeira da Eco-Escola, que o pai vai furar os pneus do carro dos pais dela!"

Mas não... Respirei fundo e tentei traduzir as coisas e fazê-la ver que, como diz uma das avós, "devemos ser bons, mas não devemos ser tótós"!

 

Episódio 2

O S sai alegre da sala de aula em direcção ao meu abraço. As feições mudam drasticamente e diz-me "exquexi-me do caxaco, pai (tradução, "esqueci-me do casaco"). Situação nada dramática, pois não? Mas foi! Desata num pranto, discorrendo uma ladainha de que "ninguém gosta dos esquecidos"!

Mau! Isto não! Odeio tanto esta ladainha como a de "as desculpas não se pedem, evitam-se!" Aliás, não sei qual detesto mais. Penso que haja formas mais pedagógicas de incutir valores de responsabilidade nas crianças. Parecem mais uns passos em direcção à "perfeição", e mais uns pregos no caixão da aceitação de que somos humanos e falíveis... Irra!

Ora, lá vai aqui o Chico outra vez tentar desmontar estas ideias na cabeça do filho #2...

 

Eu sei que faz parte do meu papel, mas cansa, raios... Fica é mais uma vez o aviso: estou em abstinência de nicotina... Catarininhas da vida, e respectivos pais, depois não digam que não vos avisei!

 

Beijinhos

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:



Mais sobre mim

foto do autor




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D